Movimento Contra Porto Quer Salvar Baía da Babitonga e Sumidouro

Movimento Contra Porto Quer Salvar Baía da Babitonga e Sumidouro

Uma das principais áreas de mangue e de diversidade de aves do Estado, junto com uma das melhores ondas do Norte Catarinense, está ameaçada pelo projeto para a construção de um novo porto de carga em São Francisco do Sul. Os moradores de São Chico irão protestar amanhã, 21, na Câmara Municipal de Vereadores, na sessão das 18h30min contra a instalação do Porto Brasil Sul (PBS) na Praia do Forte, que irá suprimir 4 km de mangue na saída da Baía da Babitonga. A mobilização também pretende dos vereadores de São Francisco uma revisão do Plano Diretor Municipal, que determina as diretrizes de crescimento da cidade.

Manifestantes percorrendo a área que poderá deixar de existir se o porto for implantado. Foto: Igor Foerster

Manifestantes percorrendo a área que poderá deixar de existir se o porto for implantado. 

Neste final de semana, mais de 100 pessoas participaram de uma caminhada pelo local, cantaram contra a implantação do porto e se concentraram no portal de entrada ao Forte Marechal Luz.

No site de internet Avaaz.org existe uma petição pública para que a Fundação de Meio Ambiente do Estado de Santa Catarina (FATMA) e o Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (IBAMA) suspendam a construção do projeto. Assine AQUI.  

A petição destaca que São Francisco do Sul já conta com três portos. “A cidade já conta com um Porto Público (APSFS), Um Porto Privado (TESC) e do outro lado da baia da Babitonga. Anda temos o Porto de Itapoá, sem mencionar outros investimentos da área portuaria como o TGB, MARAZUL e CMO. ajude‐nos a proteger a baia da Babitonga. Assine esta Petição”, destaca o texto.

Para os surfistas as obras do porto irá a destruir a famosa onda do Sumidouro, na ponta do sumidouro, um dos melhores picos para pegar tubos.

Pico do Sumidouro, próximo da Praia do Forte. Foto:

Pico do Sumidouro, próximo da Praia do Forte. Foto: SN

O PBS será um porto multicargas com sete terminais e oito berços de atracação, com movimentação projetada 20 milhões de toneladas/ano. De acordo com a empresa, o empreendimento irá gerar. “Com ênfase na mão de obra local de São Francisco do Sul”, comentou Marcus Barbosa, diretor do PBS. “O município tem vocação portuária e temos aqui uma ampla oferta de profissionais qualificados, mas também vamos firmar parcerias para qualificar todos os que quiserem trabalhar conosco”, disse.

O projeto foi desenvolvido como um Hub Port – porto concentrador de cargas e de linhas de navegação – do Mercosul, com capacidade para receber, em médio prazo e após as obras de adequação do canal de acesso, os navios da classe Post Panamax, as maiores embarcações de carga do mundo, com até 15 mil TEUs e 220 mil toneladas. A estimativa é a primeira de obras esteja finalizada em meados de 2020.
O projeto é uma iniciativa da WorldPort , empresa especializada em projetos de infraestrutura de transporte de cargas.

De acordo com a PBS, o porto solucionará o gargalo logístico das regiões Sul e Sudeste, tornando-as ainda mais competitivas nos mercados interno e externo. Isso ocorrerá, principalmente, no comércio com o Sudeste Asiático, em razão da redução dos custos logísticos pelo uso de embarcações maiores e mais eficientes (melhor relação de custo e benefício).

Imagem do Projeto do Porto.

Imagem do Projeto do Porto.

Embora haja benefícios enumerados pela empresa, é desconhecido o impacto da obra em nível ambiental, com supressão de mata nativa, alterando a diversidade, rotas migratórias de aves, se, contar as poluição marítima e terrestre.

O acesso ao município do porto de São Francisco do Sul é péssimo e quem já foi visitar uma das cidades mais antigas do Brasil sabe que o trânsito de volta até a BR-101 é um dos mais perigosos do país. Estrada mão dupla, sem ser duplicada, com uma infinidade de caminhões circulando o dia todo.

Isso, sem contar que não há nenhum estudo de impacto sobre o acesso que deverá ser criado para a implantação do porto.

17361612_1130111960432366_3173079361860327356_n

17362351_1130112080432354_7847158605093281817_n

17353205_1130112117099017_450872036266816970_n

17352165_1130111823765713_1041310627869975811_n

17362799_1130111453765750_3721616233273935602_n

17361741_1130111547099074_3344519465319407505_n

17309421_1130111583765737_5234011533309758790_n

17362411_1130111760432386_2614527088186758108_n

 

Comentários

comentários

Compartilhe