Ian Consenza Desabafa o Descaso Ambiental no Rio

Ian Consenza Desabafa o Descaso Ambiental no Rio

O surfista carioca profissional Ian Consenza levantou publicamente a bandeira da conscientização sobre a preocupante poluição da beira-mar do Rio de Janeiro. O atleta que aproveita a chegada dos swells na Indonésia, mostrou numa foto impactante onde ele aparece literalmente flutuando em água de esgoto numa das praias de Baixo Leblon. Esta água contaminada por fezes conhecida popularmente por línguas pretas chega diretamente das tubulações pluviais irregulares que abrangem toda a costa da cidade do Rio de Janeiro. A imagem chocante foi feita de dentro da água por Fabio Minduim.

“Às vezes me perguntam por que evito de voltar para o Brasil. Depois de uma fotos dessas não preciso dizer mais muita coisa. E uma briga intensa entre a vontade de estar junto com as pessoas que amo e ver a atividade que mais me faz feliz sendo destruída pelo descaso político”, comentou.

ian-no-coco

O que seria uma postal da cidade é o retrato do descaso ambiental e perigo para a população. Foto: @minduim

Neste ano a World Surfing League decidiu transferir o Oi Rio Pro para a praia de Grumari pelo evidente problema ambiental existente na praia da Barra da Tijuca. Já para 2017 o evento acontecerá em Saquarema, onde não há registros de polução preocupante na água.

Um dos internautas, Paulo Andre Gowman, que comentou a foto de Consenza nas redes sociais também relatou uma das muitas experiências ruins de água com esgoto na praia. “Lembro de Copacabana no Posto 5 com  boas ondas no sábado de chuva 1h3 min dentro d’água. Do nada chegou uma “língua negra” com cheiro de esgoto, de tanta merda, lixo e sujeira como embalagens de plásticos de tudo que é tipo e tamanho transformou a água verde em marrom cocô! Em três segundos sai do mar revoltado, indignado e frustrado! E o pior é que as soluções são várias e relativamente fáceis , não é tão caro as obras mas, como é feita por debaixo da terra fica escondida então os políticos acham que não vão conseguir votos e se reelegerem! No mínimo triste essa situação e se eu fosse você e tivesse a oportunidade de “sair fora daqui” do “Hell de Janeiro” vai e não olha pra trás! A cidade do Rio da época dos meus pais, dos seus pais e até a minha quando adolescente (1985 o começo do fim da Cidade Maravilhosa) não existe mais, acabou e finito! Infelizmente. Welcome to…Hell”, encerrou Paulo.

Comentários

comentários

Compartilhe