Morte de Peixes-porco Preocupa Ambientalistas e Comunidade

Morte de Peixes-porco Preocupa Ambientalistas e Comunidade

Meio Ambiente-SC>>

Na última semana a aparição de um grande número de peixes-porco mortos nas praias do Litoral Norte Catarinense levantou a preocupação de ambientalistas e da comunidade em geral. Desde a beira-mar Norte ao Sul do município apareceram centenas de animais desta espécie, também conhecida como peroá ou acarapicu (Balisytes Carolinensis).

Morte de peixes-porco preocupa ambientalistas e comunidade  1

Inicialmente a suspeita era da morte por contaminação das águas ou rios, porém um levantamento feito pelo Movimento Surfe Verde (MSV) de Barra Velha confirmou que o peixe também apareceu morto entre Araquari e Navegantes, num raio muito maior ao esperado.

“Realizamos um monitoramento e entramos em contato com surfistas da região para saber sobre a presença destes animais mortos na costa. Até agora eles apareceram entre Araquari e Navegantes, em muitos casos nadando de barriga para cima. O levantamento fotográfico já foi encaminhado ao Projeto Tamar”, disse o presidente do Movimento, Ezequiel Diaz Savino.

Morte de peixes-porco preocupa ambientalistas e comunidade

Um relatório fotográfico foi enviado a Luiz Rodrigo Maçaneiro de Leão do Projeto TAMAR e  Fundação Pró-TAMAR para os registros e possíveis pesquisas. “Embora achamos que poderiam ser redes, o fato incomum é que os peixes pertencem a uma única espécie. Isso pode ser inclusive uma doença. Vamos a aprofundar a investigação”, disse Luiz.

O surfista Zé Machado, que mora em Balneário Piçarras e compete em circuitos do Litoral Norte contou que nunca tinha visto uma situação tão estranha na areia. “Em mais de 20 anos de surfe é a primeira vez que vejo tantos peixes de uma única espécie aparecerem na praia”, comentou.

O pescador artesanal do bairro Itajuba, Moacir, o popular Sombra, comentou com Onda Gringa que existe a possibilidade de que o peixe esteja adoecendo em função de uma possível maré vermelha que existe ainda em praias de Penha, Piçarras, Barra Velha e Região. “O peixe-porco come crustáceos e até às vezes essas algas que tornam os mariscos de Penha não aptos para consumo. O perigo é que muita gente está comendo esses peixes ou inclusive vendendo e isso é perigoso”, explicou.

PEIXE PORCO

Características 

Peixe-porco é o nome comum dado aos peixes tetraodontiformes da família Balistidae. São peixes marinhos, que ocorrem nos Oceanos Índico, Pacífico e Atlântico.Eles recebem esse nome devido ao som que emitem ao serem removidos da água, se parecendo muito com um porco.

De hábitos diurnos, tem um corpo comprimido e em feitio de diamante, com escamas placóides ásperas e consegue rodar cada um dos olhos independentemente. Com um mecanismo de bloqueio da primeira espinha dorsal e uma boca forte com oito dentes grandes e muito afiados em cada maxilar, são muito agressivos, exigindo do pescador algum cuidado no seu manuseamento. Conhecidos também são os verdadeiros roncos que emite, donde se presume derive o seu nome vulgar. São essencialmente carnívoros e alimentam-se de invertebrados, crustáceos e moluscos – conseguem partir as cascas duras dos ouriços e estrelas do mar com os dentes fortes.

– Para entrar em contato com o Movimento Surf Verde de Barra Velha (SC) ligue para: (47) 9971-9017 

Comentários

comentários

Compartilhe