Bino Lopes Comemora 7ª Vitória Brasileira no QS

Bino Lopes Comemora 7ª Vitória Brasileira no QS

Circuito WSL-QS>>

O baiano Bino Lopes solidificou o recorde de vitórias brasileiras em etapas do WSL Qualifying Series 2015, derrotando o francês Andy Crière na decisão do QS 1500 Pro Anglet nas ondas de La Chambre D´Amour, no último sábado em Anglet, na França. No domingo foi encerrado o QS 1000 WRV Outer Banks Pro com vitória norte-americana de Asher Nolan e o pernambucano Halley Batista só parando nas semifinais em Jennette´s Pier, na Carolina do Norte, Estados Unidos. A vitória de Bino Lopes foi a sétima do Brasil nas 22 etapas completadas no último fim de semana e o primeiro brasileiro a festejar um título este ano foi Alejo Muniz no QS 6000 de Newcastle, na Austrália. O catarinense lidera o ranking com Alex Ribeiro em segundo lugar e já confirmou seu retorno a elite dos top-34 da World Surf League no grupo dos dez que se classificam pelo WSL Qualifying Series.

Bino Lopes campeão do Pro Anglet na França (Foto: Masurel / WSL)
Bino Lopes campeão do Pro Anglet na França (Foto: Masurel / WSL)

Depois da vitória de Alejo no tradicional Festival de Newcastle realizado em homenagem ao tetracampeão mundial Mark Richards, o paulista Robson Santos venceu o QS 1500 Rip Curl Pro Argentina que abriu o calendário 2015 da WSL South America na primeira semana de abril na Playa Grande de Mar del Plata. Aí começaram as etapas com pontuação máxima na batalha pelas dez vagas para o WCT e só deu Brasil nas três primeiras. Filipe Toledo ganhou o QS 10000 Oakley Lowers Pro em San Clemente, na Califórnia, Estados Unidos, o também paulista Alex Ribeiro venceu o QS 10000 Quiksilver Pro Saquarema na “Cidade do Surf” da Região dos Lagos do Rio de Janeiro, e Alejo Muniz confirmou sua volta à elite da World Surf League no QS 10000 Ballito Pro apresentado pela Billabong na África do Sul.

Os brasileiros festejaram títulos também nas etapas menos valiosas, porém igualmente importantes na briga para ficar entre os 100 melhores do ranking, grupo que garante participação nas provas do QS 6000 e QS 10000 que são decisivas para alcançar o WCT. O pernambucano Luel Felipe foi até o Japão buscar 1.500 pontos no ranking no QS 1500 Murasaki Shonan Open em Shonan Kanagawa no mês de julho. E no último sábado, 29 de agosto, o baiano Bino Lopes venceu o QS 1500 Pro Anglet na França que também passou a ser o seu melhor resultado entre os cinco computados no ranking. Com essas vitórias, Luel está em 64.o e Bino em 71.o lugar no WSL Qualifying Series, ambos no grupo dos 100 que podem competir nos QS 6000 e QS 10000.

DOMINIO BRASILEIRO – O Pro Anglet terminou sábado na França e no domingo Asher Nolan conseguiu a quarta vitória dos Estados Unidos no WSL Qualifying Series 2015. A final do QS 1000 WRV Outer Bank Pro foi contra o porto-riquenho Brian Toth, que barrou o pernambucano Halley Batista nas semifinais na Carolina do Norte. Antes, os norte-americanos estavam empatados com três vitórias com a Austrália e Havaí. Outras duas etapas foram vencidas pelo Japão, com Hiroto Ohhara surpreendendo no QS 10000 Vans US Open of Surfing na Califórnia. A lista dos países é fechada com duas vitórias dos donos da casa, de Taumata Puhetini no QS 1000 do Taiti e Maxime Huscenot no QS 3000 de Lacanau na França.

Bino Lopes voando nas ondas de La Chambre D´Amour em Anglet (Foto: Masurel / WSL)
Bino Lopes voando nas ondas de La Chambre D´Amour em Anglet (Foto: Masurel / WSL)

O Brasil é o recordista com sete etapas vencidas e também domina o ranking do WSL Qualifying Series, ocupando no momento quatro vagas no grupo dos dez que se classificam para o WCT. Alejo Muniz já está confirmado na lista dos top-34 da World Surf League para o ano que vem e Alex Ribeiro ocupa a segunda posição no ranking, com o norte-americano Kanoa Igarashi em terceiro lugar, Filipe Toledo em quarto e Caio Ibelli em sexto. Filipe e o quinto, Jeremy Flores, já estão garantidos entre os 22 primeiros no ranking do WCT que são mantidos na elite, então o QS vai classificando até o 12.o do ranking, o cearense Michael Rodrigues.

PRÓXIMAS ETAPAS – A batalha direta pelas vagas no G-10 retorna agora em setembro nas duas etapas seguidas do QS 10000 em Portugal, o SATA Airlines Azores Pro nos dias 22 a 27 na Ilha de São Miguel nos Açores e o Cascais Billabong Pro do dia 28 a 4 de outubro na Praia de Carcavelos. Até lá, acontecem três provas na disputa para ficar entre os 100 primeiros do ranking. O QS 1500 Pantin Classic Galícia Pro começa nessa terça-feira e vai até domingo em Pantin, na Espanha. E na próxima semana, tem a estreia do QS 1500 Quiksilver Pro Casablanca em Marrocos e o QS 1000 Pacifico Belmar Pro em Nova Jersey, nos Estados Unidos.

SOBRE A WORLD SURF LEAGUE – a World Surf League (WSL) organiza as competições anuais de surfe profissional e as transmissões ao vivo de cada etapa pelo worldsurfleague.com, onde você pode acompanhar todo o drama e aventura do surfe competitivo em qualquer lugar e a qualquer hora onde acontecer. As sanções da WSL são para os seguintes circuitos: World Surf League Championship Tour (CT), que define os campeões mundiais da temporada, Qualifying Series (QS), Big Wave Tour, Pro Junior e Longboard. A organização da WSL está sediada em Santa Monica, Califórnia, com escritório comercial em Nova York. A WSL também tem sete escritórios regionais de apoio na organização dos eventos na África, Ásia, Austrália, Europa, Havaí, América do Norte e América do Sul.

————————————————————————

João Carvalho – WSL South America Media Manager – jcarvalho@worldsurfleague.com

————————————————————————

RESULTADOS DO DOMINGO NO QS 1000 WRV OUTER BANK PRO NOS EUA:

Campeão: Asher Nolan (EUA) por 15.10 pontos (notas 7,60+7,50) – US$ 6.000 e 1.000 pontos

Vice-campeão: Brian Toth (PRI) com 13.37 pontos (7,07+6,30) – US$ 3.000 e 750 pontos

SEMIFINAIS – 3.o lugar com US$ 2.000 e 560 pontos:

1.a: Brian Toth (PRI) 14.00 x 13.67 Halley Batista (BRA)

2.a: Asher Nolan (EUA) 12.27 x 11.93 Kilian Garland (EUA)

QUARTAS DE FINAL – 5.o lugar com US$ 1.250 e 420 pontos:

1.a: Brian Toth (PRI) 15.60 x 11.17 Ben Bourgeois (EUA)

2.a: Halley Batista (BRA) 15.60x 15.33 Noah Schwiezer (EUA)

3.a: Kilian Garland (EUA) 15.13 x 12.24 Francisco Bellorin (VEN)

4.a: Asher Nolan (EUA) 13.10 x 12.03 Evan Thompson (EUA)

RESULTADOS DO SÁBADO NO QS 1500 PRO ANGLET NA FRANÇA:

Campeão: Bino Lopes (BRA) por 17.57 pontos (notas 9.40+8.17) – US$ 6.000 e 1.000 pontos

Vice-campeão: Andy Criere (FRA) com 15.37 pontos (8.50+6.87) – US$ 3.000 e 750 pontos

SEMIFINAIS – 3.o lugar com US$ 2.000 e 560 pontos:

1.a: Bino Lopes (BRA) 14.94 x 13.57 Joan Duru (FRA)

2.a: Andy Criere (FRA) 16.10 x 14.10 Mateia Hiquily (TAH)

QUARTAS DE FINAL – 5.o lugar com US$ 1.250 e 420 pontos:

1.a: Bino Lopes (BRA) 16.70 x 10.93 Robson Santos (BRA)

2.a: Joan Duru (FRA) 18.17 x 10.76 Marc Lacomare (FRA)

3.a: Andy Criere (FRA) 15.20 x 12.34 Nelson Cloarec (FRA)

4.a: Mateia Hiquily (TAH) 11.83 x 11.70 Maxime Huscenot (FRA)

G-10 DO WSL QUALIFYING SERIES – após 22 etapas:

1.o: Alejo Muniz (BRA) – 22.350 pontos

2.o: Alex Ribeiro (BRA) – 17.850

3.o: Kanoa Igarashi (JPN) – 16.540

4.o: Filipe Toledo (BRA) – 16.500

5.o: Jeremy Flores (FRA) – 16.400

6.o: Caio Ibelli (BRA) – 15.950

7.o: Ryan Callinan (AUS) – 15.250

8.o: Joan Duru (FRA) – 14.980

9.o: Maxime Huscenot (FRA) – 14.730

10: Kolohe Andino (EUA) – 14.560

11: Davey Cathels (AUS) – 13.400

12: Michael Rodrigues (BRA) – 13.350

——-próximos sul-americanos até 100:

23: Italo Ferreira (BRA) – 10.100 pontos

31: Jessé Mendes (BRA) – 9.310

33: Santiago Muniz (ARG) – 8.000

43: Miguel Pupo (BRA) – 6.900

45: Tomas Hermes (BRA) – 6.700

47: Heitor Alves (BRA) – 6.570

52: David do Carmo (BRA) – 5.600

55: Deivid Silva (BRA) – 5.400

60: Ian Gouveia (BRA) – 5.280

62: Pedro Henrique (BRA-PRT) – 5.195

64: Luel Felipe (BRA) – 4.920

65: Jadson André (BRA) – 4.900

68: Marco Fernandez (BRA) – 4.770

70: Lucas Silveira (BRA) – 4.755

71: Bino Lopes (BRA) – 4.700

75: Miguel Tudela (PER) – 4.420

77: Willian Cardoso (BRA) – 4.400

78: Wiggolly Dantas (BRA) – 4.200

79: Thiago Camarão (BRA) – 4.165

87: Jean da Silva (BRA) – 3.550

87: Krystian Kymerson (BRA) – 3.550

92: Robson Santos (BRA) – 3.340

95: Hizunomê Bettero (BRA) – 3.290

 

Comentários

comentários

Compartilhe