Matt Banting Leva 6 Estrelas no México

Matt Banting Leva 6 Estrelas no México

Matt Banting levou o Prime em terras do bigode.

Matt Banting levou o Prime em terras do bigode. Foto: Bobby Shadley / ASP North America

Circuito ASP-PRIME

Uma final australiana fechou o ASP 6-Star Los Cabos Open of Surf com vitória do jovem Matt Banting, 19 anos, sobre o top do WCT, Dion Atkinson, 28, no México. Para conquistar os 25 mil dólares e 3.500 pontos na decisão do título, o campeão passou por pouco por dois brasileiros, vencendo o potiguar Italo Ferreira, 20, nas semifinais e o paranaense Peterson Crisanto, 22, nas quartas por menos de um ponto de diferença. No ASP 6-Star feminino, a favorita Coco Ho, 23, ganhou da surpresa Brianna Cope, 19, a decisão feminina do domingo nas ondas de Zippers Beach, em San Jose del Cabo, no México.

O Brasil começou bem o último dia do Los Cabos Open of Surf, com Italo Ferreira acertando as manobras para liquidar um top da elite mundial no primeiro duelo das quartas de final. O australiano Josh Kerr chegou a cometer uma interferência contra o potiguar de Baía Formosa que somou duas notas na casa dos oito pontos no placar de 16,93 a 6,60 pontos. Na disputa seguinte a Austrália deu o troco com Matt Banting superando Peterson Crisanto por uma pequena vantagem de 15,33 a 14,80 pontos.

Na semifinal contra Italo Ferreira, a diferença foi menor ainda, 14,43 a 14,00 a favor do australiano que confirmou a primeira vaga na grande final do ASP 6-Star do México. A segunda ficou com Dion Atkinson, que também ganhou por pouco do norte-americano Tanner Gudauskas, 15,94 a 15,80, para confirmar sua entrada na lista dos dez surfistas do ASP Qualifying Series que se classificam para o Samsung Galaxy ASP World Championship. Ele é uma das novidades entre os top-34 deste ano, mas não está conseguindo ficar entre os 22 primeiros do ranking que são mantidos na elite e busca garantir sua permanência pelo G-10 do ASP Qualifying Series.

O outro único surfista que entrou na zona de classificação com o resultado do Los Cabos Open of Surf foi o brasileiro Peterson Crisanto, com os 1.560 pontos do quinto lugar no México. Com os 2.640 pontos do vice-campeonato, Atkinson subiu da 22.a para a nona posição e o paranaense da vigésima para a 11.a. No momento, Peterson fecha o G-10 porque o líder do ranking, Adriano de Souza, está entre os top-22 do WCT que são mantidos na elite e não precisam da vaga do ranking de acesso do ASP World Tour. O brasileiro tirou o australiano Nathan Hedge da lista, mas Dion Atkinson deu o troco ao pegar a vaga do paulista Alex Ribeiro.

PRÓXIMAS ETAPAS

Depois da terceira etapa do ASP 6-Star de 3.500 pontos encerrada no domingo no México, o ASP Prime de 6.500 pontos da África do Sul é o próximo desafio na batalha pela classificação para a elite dos top-34 do Samsung Galaxy ASP World Championship Tour 2015. O prazo do Mr. Price Pro Ballito começa no dia 30 de junho e vai até 6 de julho nas ondas de Willard´s Beach, em KwaDukuza. Depois, tem uma prova do ASP 4-Star valendo 1.000 pontos de 8 a 12 de julho no México, uma do ASP 3-Star nos dias 14 a 21 no Japão e aí sim outra etapa importante do ASP Prime, Vans US Open of Surfing em Huntington Beach de 26 de julho a 3 de agosto na Califórnia, Estados Unidos.

BRASIL NO G-10

No momento, três brasileiros estão entre os dez indicados pelo ASP Qualifying Series. Sem contar o líder do ranking, Adriano de Souza, que já está garantindo sua permanência entre os top-22 do WCT, o G-10 é encabeçado por outro brasileiro, Wiggolly Dantas, que ocupa a segunda posição na classificação geral das dez etapas completadas no México. O catarinense Tomas Hermes é o sétimo colocado e Peterson Crisanto o 11.o, fechando a lista dos dez para o WCT com apenas 53 pontos de vantagem sobre Alex Ribeiro, que não foi competir no México e caiu para o 12.o lugar no ranking.

Os semifinalistas do Los Cabos Open of Surf foram os que mais subiram no ranking com os 2.080 pontos que computaram pelo terceiro lugar no campeonato. O brasileiro Italo Ferreira saltou da 165.a para a 31.a posição, enquanto o americano Tanner Gudauskas foi da 81.a para a vigésima colocação. Além de Alex Ribeiro, que está na porta de entrada do G-10, os outros brasileiros que estão bem próximos da zona de classificação do ranking de acesso para o WCT são o cearense Heitor Alves em 14.o lugar, o paulista Jessé Mendes em 16.o e o potiguar Jadson André em 17.o.

G-6 DO FEMININO

No ranking feminino do ASP Qualifying Series, são computados somente os cinco melhores resultados de cada atleta como no masculino e o Brasil também está na frente com Silvana Lima. No México, a cearense igualmente só parou na campeã do ASP 6-Star Los Cabos Open of Surf como os brasileiros, mas não perdeu a primeira posição no ranking que classifica seis surfistas para o Samsung Galaxy ASP Women´s Championship Tour.

A única que poderia tirar a liderança de Silvana Lima no domingo era a australiana Laura Enever. Ela assumiria a ponta se passasse para a final, mas foi barrada pela jovem havaiana Brianna Cope, que pulou da 48.a para a 17.a posição no ranking com os 2.640 pontos do vice-campeonato no ASP 6-Star do México. Como no masculino, o resultado do Los Cabos Open of Surf também provocou duas mudanças de nomes no G-6 feminino, com as australianas Dimity Stoyle e Nikki Van Dijk tirando da lista a francesa Maud Le Car e a havaiana Leila Hurst.

As outras quatro permaneceram as mesmas, com Silvana Lima em primeiro no ranking, a havaiana Alessa Quizon em terceiro, a norte-americana Sage Erickson em quinto e havaiana Nage Melamed em sexto lugar. Como a vice-líder Laura Enever e a quarta colocada, Malia Manuel, já fazem parte do grupo das top-10 que estão se mantendo na elite pelo WCT, o ASP Qualifying Series está classificando a sétima e a oitava do ranking, Dimity Stoyle e Nikki Van Dijk, respectivamente. Para as meninas, a grande batalha pelas vagas vai acontecer no mês de agosto, com três etapas seguidas do ASP 6-Star nos Estados Unidos, França e Espanha.

———————————————————————————-

Texto de João Carvalho – Assessoria de Imprensa da ASP South America –

———————————————————————————-

FINAL DO ASP 6-STAR LOS CABOS OPEN OF SURF NO MÉXICO:

Campeão: Matt Banting (AUS) por 15,30 pontos (notas 8,00+7,30) – US$ 25.000 e 3.500 pontos

Vice-campeão: Dion Atkinson (AUS) com 13,20 pontos (6,97+6,23) – US$ 12.500 e 2.640 pontos

SEMIFINAIS – 3.o lugar com US$ 6.150 e 2.080 pontos:

1.a: Matt Banting (AUS) 14.43 x 14.00 Italo Ferreira (BRA)

2.a: Dion Atkinson (AUS) 15.94 x 15.80 Tanner Gudauskas (EUA)

QUARTAS DE FINAL – 5.o lugar com US$ 3.000 e 1.560 pontos:

1.a: Italo Ferreira (BRA) 16.93 x 6.60 Josh Kerr (AUS)

2.a: Matt Banting (AUS) 15.33 x 14.80 Peterson Crisanto (BRA)

3.a: Tanner Gudauskas (EUA) 12.60 x 12.33 Patrick Gudauskas (EUA)

4.a: Dion Atkinson (AUS) 16.20 x 15.50 Medi Veminardi (REU)

G-10 DO RANKING DO ASP QUALIFYING SERIES – 10 etapas:

1.o: Adriano de Souza (BRA) – 10.789 pontos

2.o: Wiggolly Dantas (BRA) – 9.255

3.o: Matt Banting (AUS) – 8.529

4.o: Billy Stairmand (NZL) – 7.435

5.o: Keanu Asing (HAV) – 6.726

6.o: Charles Martin (GLP) – 6.036

7.o: Tomas Hermes (BRA) – 5.738

8.o: Patrick Gudauskas (EUA) – 5.390

9.o: Dion Atkinson (AUS) – 5.110

10: Ricardo Christie (NZL) – 4.200

11: Peterson Crisanto (BRA) – 4.153

———–próximos sul-americanos até 100:

12: Alex Ribeiro (BRA) – 4.100 pontos

14: Heitor Alves (BRA) – 3.818

16: Jessé Mendes (BRA) – 3.451

17: Jadson André (BRA) – 3.320

21: Filipe Toledo (BRA) – 3.060

26: David do Carmo (BRA) – 2.585

29: Raoni Monteiro (BRA) – 2.400

31: Italo Ferreira (BRA) – 2.357

45: Ian Gouveia (BRA) – 1.855

46: Krystian Kymerson (BRA) – 1.835

48: Santiago Muniz (ARG) – 1.820

50: Marco Fernandez (BRA) – 1.753

52: Michael Rodrigues (BRA) – 1.726

53: Hizunomê Bettero (BRA) – 1.722

57: Willian Cardoso (BRA) – 1.665

63: Caio Ibelli (BRA) – 1.570

70: Thiago Camarão (BRA) – 1.490

78: Messias Felix (BRA) – 1.403

84: Lucas Silveira (BRA) – 1.261

85: Leandro Usuña (ARG) – 1.238

86: Bino Lopes (BRA) – 1.236

90: Jean da Silva (BRA) – 1.176

95: Alejo Muniz (BRA) – 1.110

99: Guillermo Satt (CHL) – 1.031

FINAL FEMININA DO ASP 6-STAR LOS CABOS OPEN OF SURF NO MEXICO:

Campeã: Coco Ho (HAV) por 17,10 pontos (notas 8.93+8,17) – US$ 8.000 e 3.500 pontos

Vice-campeã: Brianna Cope (HAV) com 11,60 (6,00+5,60) – US$ 4.000 e 2.640 pontos

SEMIFINAIS – 3.o lugar com US$ 1.900 e 2.080 pontos:

1.a: Coco Ho (HAV) 18.13 x 8.77 Dimity Stoyle (AUS)

2.a: Brianna Cope (HAV) 12.60 x 10.10 Laura Enever (AUS)

G-6 DO RANKING DO ASP WOMEN´S QUALIFYING SERIES – 8 etapas:

1.a: Silvana Lima (BRA) – 7.270 pontos

2.a: Laura Enever (AUS) – 6.930 e top-10 do WCT

3.a: Alessa Quizon (HAV) – 6.840

4.a: Malia Manuel (HAV) – 5.580 e top-10 do WCT

5.a: Sage Erickson (EUA) – 5.190

6.a: Nage Melamed (HAV) – 4.960

7.a: Dimity Stoyle (AUS) – 4.670

8.a: Nikki Van Dijk (AUS) – 4.050

———próximas sul-americanas até 100:

26: Anali Gomez (PER) – 2.113 pontos

29: Dominic Barona (EQU) – 1.755

42: Jacqueline Silva (BRA) – 1.323

54: Sofia Mulanovich (PER) – 1.000

69: Carol Fernandes (BRA) – 657

72: Ornella Pellizzari (ARG) – 650

75: Bruna Schmitz (BRA) – 630

87: Nathalie Martins (BRA) – 422

Comentários

comentários

Compartilhe