Turbinas Esquentando para o Quiksilver Saquarema Prime

Turbinas Esquentando para o Quiksilver Saquarema Prime

Wiggolly Dantas foi vice-campeão no ASP 5-Star de Pipeline e defende a sétima posição no G-10 em Saquarema (Foto: Daniel Smorigo / ASP South America)

Wiggolly Dantas foi vice-campeão no ASP 5-Star de Pipeline e defende a sétima posição no G-10 em Saquarema (Foto: Daniel Smorigo / ASP South America)

CIRCUITO WCT – RIO

O Powerade apresenta Quiksilver Saquarema Prime promove nesta semana o primeiro grande confronto internacional do ano na briga pelas dez vagas do ASP Qualifying Series, que vão completar os top-34 do Samsung Galaxy ASP World Championship Tour 2015. A batalha pelos primeiros 6.500 pontos no ranking de acesso para o WCT, começa nesta terça-feira e vai até domingo na Praia de Itaúna, também conhecida como “Maracanã” pela potência das suas ondas. Surfistas de 21 países vão competir na “Cidade do Surf” da Região dos Lagos do Rio de Janeiro. Os 96 concorrentes ao título são divididos em 24 baterias na rodada inicial e metade avança para a segunda fase da primeira etapa do ASP World Prime 2014 em Saquarema.

Por ser o evento mais importante do ASP Qualifying Series, as inscrições para o Quiksilver Saquarema Prime ultrapassaram o limite de 96 participantes, chegando a 125 nomes. Ou seja, cerca de trinta ficarão de fora para substituir alguma improvável ausência dos noventa surfistas mais bem ranqueados na ASP e os seis convidados dos organizadores. Entre os garantidos, quinze fazem parte da atual elite do Samsung Galaxy ASP World Championship Tour, quase metade do grupo dos top-34 que disputa o título mundial ficando no Brasil para competir nas ondas poderosas de Itaúna.

Como nos últimos anos, os estrangeiros são maioria na lista dos 125 que se inscreveram no Quiksilver Saquarema Prime em relação aos brasileiros, 87 contra 38. O maior contingente vem da Austrália com 21 participantes, seguido pelos Estados Unidos com dezoito, Havaí com onze e França com sete. Portugal e Espanha terão quatro surfistas cada, a África do Sul, Nova Zelândia e Japão comparecem com três e Peru e Argentina com dois. Outros nove países serão representados por um competidor na Praia de Itaúna, Chile, Porto Rico, Costa Rica, Indonésia, Irlanda, Marrocos, Taiti, Ilhas Canárias e Guadalupe.

MAIORIA DO BRASIL

 O Brasil domina o ranking do ASP Qualifying Series 2014, ocupando quatro vagas no G-10 depois das oito etapas do ASP World Star que aconteceram no Havaí, Austrália, Taiti e Argentina. Adriano de Souza assumiu a liderança com sua vitória no Australian Open of Surfing em Sydney, mas está garantindo sua permanência entre os 22 que são mantidos pelo ranking principal. Os quatro brasileiros que estão se classificando pelo QS no momento são o catarinense Tomas Hermes (4.o no ranking), os paulistas Wiggolly Dantas (10.o) e David do Carmo (13.o) e o paranaense Peterson Crisanto (14.o).

Mineirinho participou de apenas três etapas do ASP Qualifying Series e apresenta um incrível índice de aproveitamento, 73% dos pontos disputados. Ele começou a temporada sendo finalista nos tubos de Banzai Pipeline, ficando em quarto lugar no ASP 5-Star do Havaí vencido por Kelly Slater com outro brasileiro, Wiggolly Dantas, sendo vice-campeão. Depois ganhou o Australian Open of Surfing e ficou em terceiro na outra prova do ASP 6-Star da Austrália, em Newcastle. Lidera o ranking com 6.564 pontos, apenas 64 a mais dos 6.500 do título no Quiksilver Saquarema Prime, seguido pelos australianos Matt Banting com 3.729 e Nathan Hedge com 3.470 e pelo catarinense Tomas Hermes em quarto lugar com 3.178 pontos. Somente estes quatro ultrapassaram a barreira dos 3.000 pontos esse ano.

Adriano de Souza assumiu a liderança no ranking do ASP Qualifying Series na Austrália (Foto: Steve Robertson / ASP Australasia)

Adriano de Souza assumiu a liderança no ranking do ASP Qualifying Series na Austrália (Foto: Steve Robertson / ASP Australasia)

TOP-22 DO WCT

Adriano de Souza é um dos quatro surfistas que estão bem posicionados nos dois rankings mundiais neste início de temporada. Eles dispensam a classificação pelo ranking de acesso por já estarem entre os 22 primeiros do Samsung Galaxy ASP World Tour que são mantidos na elite para o ano que vem. Os outros são o australiano Julian Wilson em sexto lugar, o havaiano Fredrick Patacchia em nono e em 12.o Kelly Slater que assumiu a ponta na corrida por mais um título mundial na etapa brasileira do WCT encerrada segunda-feira na Barra da Tijuca. Por isso, o G-10 do ASP Qualifying Series está garantindo até o 14.o colocado, Peterson Crisanto.

O paranaense e o atual campeão brasileiro David do Carmo entraram na zona de classificação na etapa passada, a primeira da ASP South America esse ano. Com seus resultados em Mar del Plata, na Argentina, eles tiraram as últimas vagas no G-10 do havaiano Mason Ho e do australiano Mitchel Coleborn, que vai defender o título de campeão do Quiksilver Saquarema Prime nesta semana. Já o vencedor do ASP-3 Star da Argentina, Alex Ribeiro, subiu para o 19.o lugar no ranking, sendo o mais próximo para aumentar a maioria brasileira no grupo dos dez indicados pelo ASP Qualifying Series.

SUL-AMERICANO – Com a vitória em Mar del Plata, a primeira na ASP da sua carreira, Alex Ribeiro largou na frente na corrida pelo título sul-americano profissional da temporada 2014. Estão programadas mais quatro etapas para definir o campeão, todas valendo 1.000 pontos para o ranking da ASP South America, independente da premiação oferecida e do status do evento no ASP Qualifying Series. Até o ano passado, o Quiksilver Saquarema Prime valia os mesmos 6.500 pontos computados no ranking mundial e praticamente definia o campeão sul-americano.

O objetivo do escritório regional da ASP South America em igualar as pontuações, foi para valorizar a participação nas etapas do continente. Depois de Saquarema, a próxima é o ASP 3-Star Maui and Sons Arica World Star Tour no Chile, de 22 a 26 de julho nas grandes ondas de El Gringo. As outras serão no Brasil. O ASP 4-Star Mahalo Surf Eco Festival foi marcado para 9 a 14 de setembro em Itacaré, sul da Bahia. E uma nova etapa do ASP Prime que vai estrear no calendário mundial nos dias 3 a 9 de novembro, fechará o ASP South America Surf Series este ano, o São Paulo Prime na Praia de Maresias, em São Sebastião, no litoral norte paulista.

O Powerade apresenta Quiksilver Saquarema Prime é uma realização da Associação Brasileira de Surf Profissional (ABRASP) com patrocínio da Lei de Incentivo ao Esporte da Secretaria de Esporte e Lazer do Governo do Estado do Rio de Janeiro, Prefeitura Municipal de Saquarema, Powerade, Quiksilver, Peugeot e Barra GR Higiene e Limpeza, além do apoio da CCR Via Lagos, Federação de Surf do Estado do Rio de Janeiro (FESERJ) e Associação de Surf de Saquarema (ASS). O evento é homologado pela ASP South America como primeira etapa do ASP World Prime 2014 com premiação de 250 mil dólares valendo 6.500 pontos no ranking do ASP Qualifying Series e será transmitido ao vivo pelo www.aspworldtour.com

———————————————————————————-

Texto: João Carvalho – Assessoria de Imprensa da ASP South America

———————————————————————————-

G-10 DO RANKING DO ASP QUALIFYING SERIES 2014 – 8 etapas:

1.o: Adriano de Souza (BRA) – 6.564 pontos e Top-22 do WCT para 2015

2.o: Matt Banting (AUS) – 3.729 e 1.o do G-10 para o WCT 2015

3.o: Nathan Hedge (AUS) – 3.470 e 2.o do G-10

4.o: Tomas Hermes (BRA) – 3.178 e 3.o do G-10

5.o: Charles Martin (GLP) – 2.716 e 4.o do G-10

6.o: Julian Wilson (AUS) – 2.640 e Top-22 do WCT

7.o: Patrick Gudauskas (EUA) – 2.530 e 5.o do G-10

8.o: Billy Stairmand (NZL) – 2.290 e 6.o do G-10

9.o: Fredrick Patacchia (HAV) – 2.196 e Top-22 do WCT

10: Wiggolly Dantas (BRA) – 2.130 e 7.o do G-10

11: Brent Dorrington (AUS) – 2.022 e 8.o do G-10

12: Kelly Slater (EUA) – 2.000 e Top-22 do WCT

13: David do Carmo (BRA) – 1.950 e 9.o do G-10

14: Peterson Crisanto (BRA) – 1.943 e 10.o do G-10

——-próximos sul-americanos até 100:

19: Alex Ribeiro (BRA) – 1.700 pontos

25: Heitor Alves (BRA) – 1.408

30: Jessé Mendes (BRA) – 1.231

31: Ian Gouveia (BRA) – 1.190

39: Michael Rodrigues (BRA) – 1.101

52: Marco Fernandez (BRA) – 893

53: Krystian Kymerson (BRA) – 885

54: Leandro Usuña (ARG) – 858

60: Santiago Muniz (ARG) – 790

64: Caio Ibelli (BRA) – 760

65: Deivid Silva (BRA) – 726

69: Thiago Camarão (BRA) – 700

72: Bino Lopes (BRA) – 681

74: Filipe Toledo (BRA) – 660

74: Willian Cardoso (BRA) – 660

79: Guillermo Satt (CHL) – 651

81: Jean da Silva (BRA) – 636

85: Messias Felix (BRA) – 623

86: Lucas Silveira (BRA) – 611

94: Miguel Tudela (PER) – 560

96: Halley Batista (BRA) – 548

97: Luel Felipe (BRA) – 543

98: Rafael Teixeira (BRA) – 529

RELAÇÃO DOS 125 INSCRITOS NO QUIKSILVER SAQUAREMA PRIME – dividida por países:

BRASIL – 38 surfistas – os top-34 do WCT Adriano de Souza (SP), Filipe Toledo (SP), Alejo Muniz (SC), Raoni Monteiro (RJ) e Jadson André (RN), além de Willian Cardoso (SC), Wiggolly Dantas (SP), Hizunomê Bettero (SP), Heitor Alves (CE), Jessé Mendes (SP), Messias Felix (CE), David do Carmo (SP), Thiago Camarão (SP), Tomas Hermes (SC), Jean da Silva (SC), Caio Ibelli (SP), Krystian Kymerson (ES), Peterson Crisanto (PR), Ricardo dos Santos (SC), Flavio Nakagima (SP), Leonardo Neves (RJ), Bernardo Pigmeu (PE), Alex Ribeiro (SP), Marco Fernandez (BA), Ian Gouveia (PE), Sidney Guimarães (SP), Thiago Guimarães (SP), Wesley Leite (SP), Bino Lopes (BA), Matheus Navarro (SC), Halley Batista (PE), Alan Donato (PE), Luel Felipe (PE), Tales Araujo, Simão Romão (RJ), Deivid Silva (SP), Phillippe Chagas (SP), Lucas Silveira (RJ)

AUSTRÁLIA – 21 inscritos – Adrian Buchan, Matt Wilkinson, Mitch Crews e Dion Atkinson da elite dos top-34 da ASP, além do defensor do título em Saquarema, Mitch Coleborn, Yadin Nicol, Nathan Hedge, Tom Whitaker, Jay Thompson, o bicampeão mundial Pro Junior da ASP, Jack Freestone, Matt Banting, Ryan Callinan, Wade Carmichael, Davey Cathels, Cooper Chapman, Stuart Kennedy, Saxon Lumsden, Connor O´Leary, Garrett Parkes, Perth Standlick e Thomas Woods

ESTADOS UNIDOS – 18 surfistas – os top-34 C. J. Hobgood e Brett Simpson, além de Damien Hobgood, Patrick Gudauskas, Tanner Gudauskas, Cory Arrambide, Taylor Clark, Conner Coffin, Nathaniel Curran, Tim Reyes, Chris Ward, Nate Yeomans, Luke Davis, Michael Dunphy, Evan Geiselman, Kanoa Igarashi, Matt Pagan, Dillon Perillo

HAVAÍ – 11 surfistas – o top-34 Sebastian Zietz, Dusty Payne, Granger Larsen, Keanu Asing, Kai Barger, Gavin Gillette, Mason Ho, Kiron Jabour, Ezekiel Lau, Torrey Meister e Evan Valiere

FRANÇA – 7 surfistas – o top-34 Jeremy Flores, Marc Lacomare, Joan Duru, Adrien Toyon, Maxime Huscenot, Vincent Duvignac e Paul Cesar Distinguin

PORTUGAL – 4 – o top-34 do WCT, Tiago Pires, Frederico Morais, Marlon Lipke e Nic Von Rupp

ESPANHA – 4 – o top-34 Aritz Aranburu, Hodei Collazo, Gonzalo Zubizarreta e Vicente Romero

ÁFRICA DO SUL – 3 – Beyrick De Vries, David Van Zyl e Dale Staples

NOVA ZELÂNDIA – 3 – Ricardo Christie, Billy Stairmand e Matt-Lewis Hewitt

JAPÃO – 3 – Masatoshi Ohno, Arashi Kato e Kaito Ohashi

PERU – 2 – Gabriel Villaran e Miguel Tudela

ARGENTINA – 2 – Santiago Muniz e Leandro Usuña

CHILE – 1 – Manuel Selman

PORTO RICO – 1 – Brian Toth

COSTA RICA – 1 – Carlos Muñoz

INDONÉSIA – 1 – Oney Anwar

IRLANDA – 1 – Glenn Hall

MARROCOS – 1 – o vice-campeão mundial Pro Junior da ASP em 2013, Ramzi Boukhiam

TAITI – 1 – Steven Pierson

ILHAS CANÁRIAS – 1 – Jonathan Gonzalez

GUADALUPE – 1 – Charles Martin

Comentários

comentários

Compartilhe