Ataques de Tubarão Interrompem o Margaret River Pro da WSL

Ataques de Tubarão Interrompem o Margaret River Pro da WSL

Dois ataques de tubarão registrados nas últimas 48 horas no Oeste da Austrália obrigaram a WSL a interromper a etapa do Margaret River Pro. O evento está acontecendo próximo de Gracetown, onde dois surfistas foram atacados por tubarões porém passam bem.

A WSL se pronunciou: ” Nós agimos com nossos protocolos de segurança bem estabelecidos e estamos reunindo as informações mais recentes para determinar os próximos passos. Continuaremos a colaborar com todos os envolvidos, principalmente os surfistas. A segurança de todos continua sendo primordial. A competição de hoje (terça-feira na Austrália Ocidental) já foi cancelada e todos os surfistas foram aconselhados a não surfar na área. Estamos constantemente avaliando a situação e atualizaremos a todos o mais breve possível”.

Foto: ABC News

 

O caso com maior repercussão sobre ataque de tubarão aconteceu em 2015, quando o 3x-campeão mundial da WSL, Mick Fanning, foi atacado por um grande tubarão na final do J-Bay Pro na África do Sul. Mick foi derrubado da prancha, chegou a dar um soco no tubarão e conseguiu se livrar dele sem ferimentos, sendo resgatado rapidamente pelo jet sky.

Os recentes ataques foram a um surfista de 41 anos, o dinamarquês Jason Longrass que estava surfando num point breack de esquerda e sofreu ferimentos leves. Antes disso mais um ataque tinha sido registrado antes das 08.00hs a  Alejandro Travaglini, 37, morador de Margaret River. O homem teve que ser hospitalizado e levado a cirurgia em função de ferimentos graves na perna.

William Cardoso em Margaret. Foto: Kelly Cestari

 

 

Comentários

comentários

Compartilhe