Adisaka Busca o Título Grom

Adisaka Busca o Título Grom

Atletas-Grom>>

Próximo de conquistar o seu primeiro título em nível nacional, o surfista paulista Daniel Adisaka já sabe o que tem de fazer na 3ª e decisiva etapa do Rip Curl Grom Search, apresentado por Guaraná Antarctica. A competição, que revelou nomes de peso como Gabriel Medina e Filipe Toledo e mais recentemente Lucas Silveira, novo campeão mundial pro júnior, e Samuel Pupo, será disputada sábado e domingo (5 e 6), na badalada Praia de Maresias, em São Sebastião/SP.

Serão 112 surfistas em quatro categorias e Daniel chega como líder da iniciante (limite de 14 anos), depois de vencer as duas primeiras etapas, em Garopaba/SC e Saquarema/RJ. Com boa vantagem no ranking, ele garante o troféu de melhor da temporada ao chegar na semifinal. “Minha expectativa é surfar cada bateria bem até a semifinal. Claro que o objetivo é tentar a vitória”, afirma. “Não surfo muito em Maresias, mas acho a onda boa”, destaca.

DANIEL-ADISAKI-1

Filho e irmão de surfistas, Daniel aprendeu a surfar em Ubatuba. Seu pai, Jackson é um “velho conhecido” e pioneiro no mercado de surfwear brasileiro. Seus irmãos já competem como profissionais, Gabriel no surf e Aline, no Stand Up Paddle. “Se minha família não fosse surfista, eu não seria o que sou hoje. Eles me ajudam, me incentivam”, diz o surfista que também conta com a orientação do experiente Luiz Henrique Campos, o Pinga, responsável pela revelação de grandes nomes, como Adriano de Souza, o novo campeão mundial, e agora Italo Ferreira, revelação do WCT em 2015.

“Ele faz o possível para me dar o suporte que eu preciso. Nos campeonatos que está, me orienta. Na vitória em Garopaba, me ajudou bastante”, elogia. “Meu trabalho com ele é legal. Me colocou nos meus patrocinadores, a RM e a Dragon”, acrescenta o surfista, revelando que não esperava o desempenho de tanto destaque no Rip Curl Grom Search deste ano.

Além das duas vitórias e da liderança isolada na iniciante, Daniel é o quarto colocado no ranking da mirim (até 16 anos). “Estou extremamente feliz com o meu desempenho e muito grato a Deus”, completa o surfista, que tem como características nas ondas a rasgada e os aéreos. “E sou bem fominha na água (risos)”, completa.

Além da iniciante e da mirim, o Rip Curl Grom Search, apresentado por Guaraná Antarctica, contará com as categorias feminina (no máximo 16 anos) e grommet (sub-12). Vale destacar que os campeões da mirim e feminina representarão o Brasil na final internacional do campeonato, em 2017, em algum lugar do planeta, com passagens aéreas e hospedagens custeadas pela Rip Curl.

Na areia, o evento contará com vários atrativos, como brincadeiras, degustação de Guaraná Antarctica e distribuição de mudas nativas. Os atletas também poderão dar “um tapa” em suas pranchas, com a pintura feita pelo artista Marcello Macarrão. Outro destaque será o Big Sup, uma divertida disputa numa grande prancha. Todo o evento terá transmissão ao vivo pela internet, no link: migre.me/t8atB.

O Circuito Rip Curl Grom Search 2016 é apresentado por Guaraná Antarctica. Patrocínios: Lojas Sul Nativo, WQSurf e Overboard. Apoios: Jandaia, SkullCandy, SkyGraf e prefeituras de Garopaba, de Saquarema e de São Sebastião. Supervisão: Federação Catarinense de Surf, Federação de Surf do Estado do Rio de Janeiro e Federação Paulista de Surf. Divulgação da FMA Notícias. Cobertura da Revista Fluir e site Waves. Realização: Rip Curl.

Texto: Fábio Maradei/ F<A Notícias

Fotos:Basílio Ruy

Comentários

comentários

Compartilhe