Medina avança para o Round 4 nos Supertubos

Gabriel Medina está focado em chegar até a final nos Supertubos.Foto:Kelly Cestari /ASP
Circuito ASP-Peniche-Portugal
Hoje o reinício de baterias do Rip Curl Pro Portugal, a oitava etapa do circuito mundial da ASP, teve a vitória do paulista Gabriel Medina na bateria contra o estadunidense Brett Simpson, nas ondas de Peniche, em Portugal. Ele e o havaiano John John Florence são os primeiros a passarem para a primeira rodada das duas chances de classificação para as quartas de final da competição. 
Medina informou que amanhã o evento será transladado para outra praia. 
(Leia a matéria e veja as fotos)
Brett Simpson não completou o aéreo e ficou fora da disputa. Foto: @RipCurl
Caminho às quartas
A disputa da oitava etapa do circuito ganhou hoje mais um dia de folga depois que as condições do mar piorassem, sem concluir as baterias do round 3. Na praia de Supertubos, com ondas de dois a três pés de altura, Medina marcou uma somatória de 14,66 pontos contra 7,60 de Simpson, já na segunda e última bateria do dia, o havaiano John John Florence ganhou do sul-africano Travis Logie por 10,17 pontos contra 07,70 pontos.
O evento acontece amanhã em outro pico próximo de Supertubos. Foto: @RipCurl
A vitória de John John o colocou com 4.000 pontos no ranking geral do circuito, podendo roubar a sétima posição do australiano Owen Wright, que ainda vai competir na nona bateria da terceira fase, com o também australiano Kai Otton.
 “Apesar do resultado, a bateria contra o Brett (Simpson) foi difícil”, disse Gabriel Medina. “Ele surfou muito bem e eu realmente achei que ele poderia ter virado nesta última onda. Mas, ele (Brett Simpson) não completou o aéreo, então estou amarradão pela classificação. Essa é uma rodada importante para mim e eu realmente quero conseguir um bom resultado aqui”, disse Gabriel.
Gabriel voador, sempre surpreendendo pela naturalidade do seu surf. Foto: @RipCurl
PRÓXIMAS BATERIAS
Nas baterias previstas para a amanhã, o líder do ranking, o australiano Joel Parkinson enfrenta o havaiano Dusty Payne na sétima bateria, Kelly Slater está na oitava com o carioca Raoni Monteiro e Mick Fanning fecha a terceira fase com o também australiano Yadin Nicol. Além de Raoni, mais dois brasileiros vão buscar a classificação para terem duas chances de alcançar as quartas de final em Portugal.
John John consegue voar em qualquer tipo de condição. Foto: @Rip Curl
INVENCIBILIDADE
O catarinense Alejo Muniz vai competir no segundo duelo do próximo dia, com o australiano Josh Kerr. E o defensor do título do Rip Curl Pro, Adriano de Souza, terá que quebrar um tabu para continuar na briga pelo bicampeonato em Peniche. Mineirinho nunca venceu o veterano Kieren Perrow nas cinco vezes que eles se encontraram na terceira fase no ASP World Tour.
A invencibilidade do australiano começou em 2008 no Rip Curl Pro Search na Indonésia. Em 2010, o brasileiro foi derrotado duas vezes, no Hurley Pro Trestles e no Billabong Pipeline Masters. Em 2011, Kieren Perrow também saiu vitorioso na terceira fase do Quiksilver Pro San Francisco e neste ano Adriano novamente foi barrado por ele no Billabong Pro Tahiti.
TERCEIRA FASE – Terça-Feira
3.a: Taj Burrow (AUS) x Kolohe Andino (EUA)
4.a: Josh Kerr (AUS) x Alejo Muniz (BRA)
5.a: Adrian Buchan (AUS) x C. J. Hobgood (EUA)
6.a: Joel Parkinson (AUS) x Dusty Payne (HAV)
7.a: Kelly Slater (EUA) x Raoni Monteiro (BRA)
8.a: Julian Wilson (AUS) x Michel Bourez (TAH)
9.a: Owen Wright (AUS) x Kai Otton (AUS)
10: Adriano de Souza (BRA) x Kieren Perrow (AUS)
11: Jeremy Flores (FRA) x Bede Durbidge (AUS)
12: Mick Fanning (AUS) x Yadin Nicol (AUS)
REPESCAGEM – Vitória=Terceira Fase / Derrota=25.o lugar – US$ 7.000 e 500 pontos:
————-baterias que fecharam o sábado:
1.a: Mick Fanning (AUS) 16.17 x 6.17 Pierre-Valentin Laborde (FRA)
2.a: Taj Burrow (AUS) 14.33 x 10.37 Dillon Perillo (EUA)
3.a: Dusty Payne (HAV) 12.80 x 10.77 Jordy Smith (AFR)
4.a: Adrian Buchan (AUS) 18.50 x 17.73 Patrick Gudauskas (EUA)
5.a: Michel Bourez (TAH) 15.73 x 10.93 Jadson André (BRA)
6.a: Raoni Monteiro (BRA) 15.00 x 12.93 Miguel Pupo (BRA)
7.a: Yadin Nicol (AUS) 16.10 x 8.24 Heitor Alves (BRA)
8.a: Bede Durbidge (AUS) 14.33 x 12.63 Taylor Knox (EUA)
————-baterias realizadas no domingo:
9.a: Brett Simpson (EUA) 12.50 x 11.40 Matt Wilkinson (AUS)
10: Kai Otton (AUS) 11.67 x 8.00 Adam Melling (AUS)
11: Travis Logie (AFR) 10.94 x 10.27 Damien Hobgood (EUA)
12: Kolohe Andino (EUA) 11.70 x 11.50 Tiago Pires (PRT)

Comentários

comentários

Compartilhe